GESTÃO DE PROJETOS


quarta-feira, 25 de novembro de 2009

IPMA, ABGP e Certificação

A Associação Internacional de Gerenciamento de Projetos (IPMA – Internacional Project Management Association), foi criada em Viena, Suíça, em 1965. Atualmente é mais aceita e conhecida em países da Europa. No Brasil, a ABGP (Associação Brasileira em Gerenciamento de Projetos), é a instituição associada que representa a IPMA.



A ABGP publicou, em 2004, o manual RBC – Referencial Brasileiro de Competências em Gerenciamento de Projetos que apresenta a descrição dos processos que constituem a base para a avaliação dos conhecimentos técnicos dos candidatos à certificação como Gerentes de Projeto. O RBC, não contempla apenas os elementos de conhecimento do gerenciamento de projetos, mais também uma estrutura para a avaliação das competências do profissional de gerenciamento de projetos.


A ABGP, fornece uma certificação para os profissionais de gerenciamento de projetos, com três níveis:


• Nível A (Diretor de Projetos Certificado): Capaz de coordenar todos os projetos de uma empresa, unidade de negócios ou programa.


• Nível B (Gerente de Projetos Certificado): Capaz de gerenciar projetos de maneira autônoma.


• Nível C (Profissional de Gerenciamento de Projetos Certificado): Capaz de gerenciar projetos não complexos e de apoiar o gerente de um projeto complexo em todos os elementos e aspectos do Gerenciamento de Projetos.


• Nível D (Praticante de Gerenciamento de Projetos Certificado): possui conhecimentos de todos os elementos e aspectos do gerenciamento de projetos e pode aplicá-los em determinados campos do projeto, atuando como um especialista.


O Programa de Certificação em Gerenciamento de Projetos é realizado sob a responsabilidade da ABGP e é reconhecido pela entidade International Project Management Association – IPMA.

O IPMA é responsável por manter um sistema universal para validação dos programas nacionais de certificação e pela coordenação e harmonização das certificações de acordo com a sua estrutura geral e princípios.

Compete às Associações Nacionais (MA´s), como a ABGP, desenvolver e gerir os Programas de Certificação aprovados pelo IPMA para vigorarem nos respectivos países e estabelecerem, em ligação com o IPMA, os Conselhos Nacionais de Certificação.
Os objetivos do Programa de Certificação ABGP/IPMA são:

• Certificar profissionais em Gerenciamento de Projetos, com base no conhecimento, na experiência e nas atitudes pessoais, com validação e reconhecimento internacional.

• Desenvolver o Gerenciamento de Projetos em todas suas modalidades e incentivar o melhoramento da prática da profissão no Brasil e no exterior.

• Contribuir para a formação e a educação em Gerenciamento de Projetos.
A estrutura geral internacional é apresentada no documento IPMA International Competence Baseline (ICB), o qual descreve as áreas de qualificação da competência em gerência de projetos, bem como a taxionomia utilizada para a avaliação do conhecimento, experiência e atitude pessoal dos profissionais de gerência de projetos. O ICB está disponível em inglês (adotado como versão standard pelo IPMA), alemão e francês. São usadas as seguintes referências: a) Inglês: UK Body of Knowledge (APM), b) Alemão: Beurteillungsstruktur(VZPM) e o German PM-Kanon (PM-Zert), e c) Francês: Critères dAnalyse (AFITEP).
Cada Associação Nacional é responsável por estabelecer a sua própria definição de competências (NCB), as quais devem ser conformes com o ICB e levarem em consideração as especificidades culturais de cada país.
A ABGP já publicou sua versão do NCB Brasileiro intitulado Referencial Brasileiro de Competências (RBC) em Gerenciamento de Projetos, que está disponível para download.
As estruturas de avaliação são constituídas por descrições e taxionomias. Os critérios quantificam as capacidades genéricas, os princípios da gestão de projetos, as competências sociais e organizacionais, os métodos e os procedimentos, os conceitos genéricos de gerência e a atitude pessoal. Essas áreas estão estruturadas em cerca de 40 elementos de avaliação

2 comentários: