GESTÃO DE PROJETOS


quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

PDCA e Ciclo de Vida de Projetos

Metodologias e práticas de gestão de projetos utilizam, como uma das suas ferramentas, o ciclo gerencial PDCA. As letras que compõem a sigla PDCA vêm dos vocábulos em inglês: Plan (planejar), Do (executar), Check (verificar) e Action (agir corretivamente). A Figura detalha o ciclo PDCA.

Todo projeto possui um ciclo de vida durante o qual são realizados os processos gerenciais que englobam diversas áreas de atuação  (por exemplo, escopo, tempo, recursos, etc.). Os processos gerenciais, por sua vez, dividem-se em iniciação, planejamento, execução, controle e encerramento.
A iniciação e o encerramento são específicos da área de projetos, mas os três processos intermediários (planejamento, execução e controle) apoiam-se no ciclo gerencial PDCA. Os processos do PDCA ocorrem em ciclos tendendo, de preferência, para uma espiral. Os resultados das ações de iniciação são utilizados como entrada para as ações a serem tomadas durante o planejamento. Os processos de controle ocorrem simultaneamente com os processos de execução e dependendo dos resultados da análise de execução feita no processo de controle, pode-se voltar a executar ações de planejamento, podendo ser reiniciado o ciclo com a incorporação da melhoria.

Em gestão de projetos, o PDCA engloba:

A. planejamento (P): o planejamento depende da fase de iniciação do projeto, uma vez que as

atividades planejadas devem ser somente as necessárias para cumprir o escopo do projeto

definido na proposta;

B. execução (D): treinar, se necessário, executar o planejado, gerenciar o projeto, documentar

a execução, consultar o planejamento para as próximas atividades, acompanhar a qualidade

dos produtos e atualizar o arquivo do plano do projeto no MS Project;

C. verificação (C): fazer reuniões periódicas, avaliar o executado em relação ao planejado,

avaliar o desempenho do projeto, avaliar solicitações de mudança e rever o plano de riscos,

se necessário;

D. ação (A): tomar as ações corretivas e fazer ajustes no planejamento, se necessário,

encerrar o projeto com propostas de aproveitamento dos seus produtos do projeto e

respectivos indicadores para acompanhamento dos resultados esperados.

Em projetos, considerando a singularidade de sua execução, pode ocorrer uma sobreposição entre os processos D, C e A para as atividades que nunca foram executadas antes.

Fonte : TCU, Manual de Gestão de Projetos



5 comentários:

  1. Muito legal!

    Só gostaria de fazer uma observação: na etapa D, execução, seria mais interessante não atrelar o controle do projeto numa solução proprietária, como é o MS Project. Pelo menos não a título didático, pois há uma solução OpenSource, que é o Gantt Project (http://www.ganttproject.biz), que pode atender projetos menos complexos e que não demandem os recursos disponíveis no software da Microsoft.

    Um abraço,

    Wagner Pereira
    wpereiratecno@twitter

    ResponderExcluir
  2. e uma coisa tao usada mas tao dificil de explicar...............

    ResponderExcluir
  3. tenho que apressentar um trabalho sobre pdca no curso, e nen sei por onde começa.oque faço.........

    ResponderExcluir
  4. Fale só sobre PDCA e a fonte natural são os livros com foco em Gestão da Qualidade.

    ResponderExcluir